Setor de máquinas e equipamentos permanece estável em outubro

 

Conforme dados divulgados pela Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq), as vendas do setor se mantiveram estáveis em outubro, com variação nula frente ao mês de setembro. Apesar disso, na comparação com o mesmo período do ano passado, houve crescimento de 1,9%, totalizando R$ 7,64 bilhões de receita líquida.

De acordo com a Abimaq, as vendas de máquinas no mercado interno tiveram o melhor desempenho no mês, enquanto as vendas para o mercado externo tiveram retração de 11% face a setembro. Em relação a outubro de 2018, a queda foi de 21,1%. A pesquisa indica que o resultado negativo foi devido à desaceleração da atividade produtiva em diversos parceiros comerciais.

Com relação às importações, em outubro, foi apontada alta de 31,9% em relação ao mês anterior e de 39,7% em relação ao mesmo período do ano passado. Apesar disso, devido a uma forte queda no mercado internacional, foi registrada uma desaceleração acentuada nos dados de exportação.

“As exportações do setor representam cerca de 40%. Com uma queda forte, da ordem de quase 10%, isso comprometeu bastante o nosso resultado”, disse a gerente do Departamento de Economia, Estatística e Competitividade da Abimaq, Maria Cristina Zanella.

Quanto ao indicador de empregos, o levantamento da Abimaq apontou que houve crescimento de 1,2% em outubro na comparação anual, e queda de 0,4% frente a setembro. Zanella informou que outubro é um mês onde há retração na atividade e que, apesar de alguns resultados negativos, os números do setor foram bons, superando as expectativas.

Com os novos resultados, a previsão é de que o ano feche com crescimento de 1,6% no setor de indústria de máquinas e equipamentos. Para 2020, a estimativa inicial é de crescimento de aproximadamente 3,2%.

Fonte: aecweb.com.br